Club de
Ampére

Mostrando todas as publicações dos clubes

Rotary de Capitão vai promover baile do Chopp para levantar recursos para projeto social

O Rotary Club de Capitão Leônidas Marques, promove no sábado dia 5 de outubro, baile do Chopp na Grande Parada.O bailão com a Banda Alabama.Os ingressos estão à venda na Cremix, Santo Mé Beer, Tiça no Mercado Trevo e Rádio SAN. Na compra do ingresso ganha um vale chopp.Barril de 30 litros a venda com os Rotarianos ou pelo telefone 9.9982-5355 com a Neli. O lucro do evento será revertido no Projeto Ortopédico para compra de cadeiras de rodas e muletas que são emprestadas gratuitamente a comunidade.Hoje vários equipamentos ortopédicos estão emprestados, mas a demanda é grande por isso a necessidade do evento para ampliar o projeto.O Presidente do Rotary Jorge Staudt fala dessa promoção.  

Postado em 18 de Setembro de 2019 por Rotary Club de Capitão Leônidas Marques

Palestra sobre Empresa Cidadã em Laranjeiras do Sul

Acontecerá no dia 19 de setembro às 20h na Casa da Amizade em Laranjeiras do Sul, a apresentação da ABTRF da Fundação Rotária com a equipe distrital. O evento está sendo preparado para os clubes que compõem a área X do Distrito 4.640, bem como convidados empresários e toda a família rotária. Estejam todos convidados a participar e conhecer um pouco mais sobre os programas Seguro Solidário e Empresa Cidadã.   Lema: "O Rotary Conecta o Mundo".

Postado em 18 de Setembro de 2019 por Rotary Club de Foz do Iguaçu-Grande Lago

CVV - Centro de Valorização da Vida. - Onde falar pode ser a melhor solução. Ligue 188.

CVV - Centro de Valorização da Vida.   -  Onde falar pode ser a melhor solução.    Ligue 188.A campanha do CVV – Centro de Valorização da Vida para o Setembro Amarelo, mês da prevenção do suicídio, é “Falar é a melhor solução”.        E porque seria?          A primeira razão é a quebra de tabus e o enfrentamento do problema.    O suicídio é uma questão de saúde pública, que leva 32 brasileiros por dia, mais do que o HIV ou muitos tipos de câncer, por exemplo.     Assim, se o suicídio é prevenível em 90% dos casos, como aponta a Organização Mundial da Saúde, é preciso saber como preveni-lo e isso só se sabe com informação e conhecimento.      Por isso, é preciso falar.                 A sociedade em geral precisa reconhecer sinais, diferenciar mitos e verdades, ouvir profissionais e ter acesso a formas de apoio, como o próprio CVV. Falar também é a melhor solução quando enxergamos pelos olhos de quem pensa em suicídio. Em comum, essas pessoas sofrem uma grande dor e não veem saída para ela, chegando a pensar no suicídio como uma forma de “matá-la”.        Em geral, quem pensa em suicídio não quer necessariamente morrer, mas fazer aquela dor sair, mas não sabe como.          A dor, portanto, precisa ter fim, de alguma forma.          Assim como os outros sentimentos, como alegria, orgulho, amor, a dor precisa ser expressa, senão sufoca. Por isso, o CVV se coloca à disposição para todos que queiram falar sobre o que estão sentindo, para possibilitar que a dor saia por meio de palavras, e não por atos de agressão contra si e contra os outros.         A cada 45 minutos um brasileiro tira a própria vida.      Esse número já deveria ser suficiente para estimular as pessoas a se mobilizarem pela prevenção dessas mortes precoces, mas apesar dos avanços, os tabus, preconceitos e vergonhas ainda são adversários nessa luta.        Durante todo o mês de setembro diversas ações serão vistas em todo o Brasil, em um movimento chamado de Setembro Amarelo, para chamar a atenção da população para esse problema.    O suicídio é um assunto complexo, pois ninguém se mata por um único motivo, mas a prevenção é possível e algumas ações podem ser feitas por todas as pessoas. Permitir que as pessoas desabafem e falem sobre seus sentimentos sem receber críticas é um meio de evitar que se pense na morte como solução para as dores.        A morte em si já é um tabu.      Morte por suicídio costuma ser ainda mais, pois toca em questões de escolhas, crenças e barreiras sociais.   Nesse sentido, muitas vezes há pouco debate e divulgação.     Em junho deste ano o CVV lançou uma série de vídeos para se prevenir o suicídio entre jovens e adolescentes, faixa etária em que mais cresceram os índices de suicídio no país.      É uma iniciativa para permitir que toda a população se engaje na causa e possa se capacitar para identificar sinais, pedir e oferecer ajuda.      Neste ano, diversos fatores levam a crer que o movimento Setembro Amarelo terá alcance recorde.     A começar pelo fato de que o CVV chegou a 110 postos de atendimento em todo o país com mais de 3.000 voluntários em atuação.     O movimento, no entanto, não é do CVV, mas o CVV é um dos seus mobilizadores desde o início.      Quanto mais pessoas participarem das iniciativas, melhor para todos.     Exemplos de ações são a iluminação em amarelo de prédios e monumentos, caminhadas e passeios ciclísticos, palestras e rodas de debate, ações dentro de empresas e distribuição de balões amarelos.       Durante todo esse mês, as diversas ações serão compartilhadas nas mídias sociais do movimento (Facebook e Instagram) identificados como @setembroamarelo, e também nos perfis oficiais do CVV (@cvvoficial).    Fotos e vídeos de iniciativas por todo o país podem ser enviadas para esses canais para estimularem mais pessoas a aderirem na causa.   Fonte: CVV

Postado em 18 de Setembro de 2019 por Rotary Club de Francisco Beltrão-Integração

7º Passeio Ciclístico Solidário do Grande Lago será neste domingo no Gramadão da Vila A

Evento será realizado no Gramadão, com largada prevista para às 8h e percurso de 14 e 30km. A diversão vai começar cedo no Gramadão da Vila A nesse domingo (22) em Foz do Iguaçu. Além da 12ª edição do Torneio Sul-Americano de Arremesso de Celular, que terá início às 9h30, o local será o ponto de largada do 7º Passeio Ciclístico Solidário, organizado pelo Rotary Club de Foz do Iguaçu-Grande Lago. A concentração para o passeio será às 7h, com horário de largada previsto para as 8h. Esta é a primeira vez que ambos os eventos serão realizados em conjunto. Serão dois percursos: um de 14 quilômetros, para todas as idades, entre o Gramadão e a Barreira de Controle de Itaipu; e outro, mais longo, de 30 quilômetros, do Gramadão até o Mirante Central de Itaipu e, de lá, retorno ao Gramadão. Deste último, poderão participar apenas ciclistas a partir de 12 anos, mediante a inscrição prévia obrigatória disponível até as 16h de sexta-feira (20). O uso de luva e capacete é recomendado para ambos os percursos. Todos os participantes, de ambos os percursos, também devem entregar de 02 (dois) quilos de alimentos não perecíveis no dia do evento. Mais informações pelo telefone (45) 9 8823-0667. Serviço 7º Passeio Ciclístico Solidário Data: 22 de setembro (domingo) Local: Gramadão da Vila A Horário: 7h (concentração) / 8h (largada) Inscrição: 2 kg de alimento não perecível Classificação: livre para o percurso de 14 km / a partir de 12 anos para o percurso de 30 km (http://abre.ai/ciclismosolidario)

Postado em 18 de Setembro de 2019 por Rotary Club de Foz do Iguaçu-Grande Lago

Visita da Governadora do D.4.640 Maria Goreti de Azevedo

Na terça-feira do dia 17/09, recebemos a visita da governadora do Rotary do Distrito 4.640 Maria Goreti de Azevedo. , Na ocasião tivemos uma reunião com a Governadora, em que, a mesma conheceu um pouco sobre o nosso clube e deu conselhos para o andamento dos trabalhos. Após a reunião, tivemos um jantar em conjunto com a família Rotária de Palmas/PR.

Postado em 17 de Setembro de 2019 por Rotaract Club de Palmas

Reuniões Quintas-Feiras | 20:30
RUA SANTO AGOSTINHO, ,297 Cep: 85640-000